miolo

Os projetos inovadores do suíço Etienne Abelin

Os projetos inovadores do suíço Etienne Abelin

Etienne Abelin, 43 anos, é um violinista clássico, regente, curador, produtor cultural e professor de música suíço. Ele dedica grande parte de sua carreira a construir pontes entre a tradição musical clássica e as plateias jovens da atualidade.

Entre os projetos inovadores está o bachSpace, um espetáculo ao vivo com repertório de câmara do compositor do período barroco Johann Sebastian Bach e música eletrônica.

Atuam no projeto, além de Etienne, a pianista Tamar Halperin e o compositor Tomek Kolczynski.

Ouça a íntegra da música deste video de apresentação que foi mostrada na Rádio CBN. A obra utiliza a "Sonata para violino e piano N.6”, de Bach.

 

Etienne Abelin esteve recentemente no Brasil, participando do Festival Rc4 no Rio de Janeiro. Ele mostrou ao público carioca seu projeto com o software Music Animation Machine, criado por Stephen Malinowski, que representa graficamente em telão a música sendo tocada ao vivo no palco.

O suíço fez um MBA Executivo em Negócios na Universidade de St Gaalen e criou uma startup chamada ClassYcal, que desenvolve projetos de música clássica que dialoguem com referências culturais da geração Y.

Ele também é co-curador do Festival Apples & Olives que só traz artistas da chamada cena indie classical, termo que reúne o segmento de músicos que tem formação nos clássicos mas prefere se expressar artisticamente na cena pop.

Etienne Abelin é ainda professor do El Sistema Europa, a rede europeia que replica a metodologia do projeto El Sistema da Venezuela, de formação de orquestras jovens.

No curriculo de Etienne como músico de orquestra consta a participação na Orquestra do Festival de Lucerna e a passagem pela Orquestra Mozart de Bologna, ambos grupos fundados e dirigidos pelo lendário e já falecido maestro Claudio Abbado.

Um dos primeiros projetos inusitados que criou foi em 2008, chamado Ritmo e Futebol. Uma partida de futebol ao vivo no telão e 22 músicos em uma orquestra  acompanhando ao vivo a transmissão.

Ouça aqui o Boletim VivaMúsica! na Rádio CBN que destacou o trabalho de Etienne Abelin.

landfill

Filme sobre orquestra que nasceu do lixo

Filme sobre orquestra que nasceu do lixo

O documentário Landfill Harmonic, sobre a orquestra jovem que toca em instrumentos reciclados de um lixão no Paraguai, tem estreia marcada para o dia 18 de março no festival South by Southwest 2015 (SxSW), nos Estados Unidos.

Veja um trailer:

 

CLIQUE AQUI PARA VER A QUINTA DE BEETHOVEN

Landfill Harmonic conta a história do projeto musical e sócio-ambiental em um aterro sanitário na periferia de Assunção, capital do Paraguai, que desde 2006 oferece aulas de música com instrumentos feitos a partir de objetos logados no lixo.

O nome do filme é um trocadilho em inglês entre as palavras landfill (aterro sanitário) e philharmonic (filarmônica). A tradução em português seria Filarmônica do lixão.

O projeto começou em 2006, por inciativa do engenheiro ambiental e músico Fávio Chavez, que começou a trabalhar em projetos sociais em Cautera, lugar onde fica o lixão paraguaio. Por ser também professor de música, ele teve a ideia de oferecer classes de musicalização para os filhos dos catadores.

O desafio da total falta de recursos para conseguir instrumentos o levou a conhecer Nicolás Gomez, um habilidoso artesão de reciclagem que também mora em Cautera. Juntos, eles desenvolveram instrumentos feitos a partir dos mais variados materiais encontrados pelos catadores.

cello flauta violino violino 1

 

Clique aqui para ver a Orquesta Reciclados de Cautera interpretando a Sinfonia N.5, de Beethoven, em concerto ano passado na Holanda.

Integrantes da orquestra reciclada participaram de um recente clip da violinista e bailarina americana Lindsey Stirling: